Notícias

Regulamento Geral e Técnico Liga 2018

Nenhum comentário

20/09/2018 16:49

 CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO 2018

TROFEU "FISION PRIME"
REGULAMENTO GERAL
DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
Art. 1º Este regulamento regerá o Campeonato da Liga Desportiva da Região do Rio Tijucas 2018,
promovido pela Liga Desportiva da Região do Rio Tijucas que será tratada neste regulamento
apenas como “Liga”, ao qual se submetem sem reserva todas as pessoas envolvidas, que não
podem alegar desconhecimento.
Parágrafo único. O ato da inscrição das equipes implica a declaração de pleno conhecimento das
disposições deste regulamento, para esta e seus membros.
 
Art. 2º A coordenação do campeonato caberá à Liga Desportiva da Região do Rio Tijucas, e a
interpretação das normas regulamentares e o julgamento dos processos disciplinares será realizado
pela Comissão Disciplinar.
 DA COMPETIÇÃO 
Art. 3º Os jogos do campeonato serão disputados ordinariamente nos Estádios indicados pelos
clubes participantes.
Parágrafo único. As datas e horários das partidas serão determinados pela Liga Desportiva da
Região do Rio Tijucas, podendo ser alterados a qualquer tempo por esta.
 
DAS INSCRIÇÕES.
 
Art. 4º As equipes participantes deverão inscrever seus atletas de 08/08/2018 a 10/09/2018. A
inscrição é totalmente online feita pelo site da Liga Desportiva da Região do Rio Tijucas no
endereço www.ligatijucas.com.br no menu acesso restrito. Mediante entrega de documento
denominado “Ficha de Inscrição” padronizado e fornecido e impresso exclusivamente através de
seu site com certificado QR code auditados e assinados pelos atletas.  É obrigatória a entrega de
documento denominado “Ficha de Inscrição da Liga”, acompanhado de cópia da cédula de
identidade de cada inscrito e quando de menor de idade assinada pelo Pai ou responsável, e
comprovante como jogou o último campeonato municipal pelo município de sua equipe.
§ 1º Cada equipe terá direito a inscrever no máximo 25 atletas e no mínimo 16 atletas, 4
dirigentes, assim considerado um treinador, um diretor, auxiliar e um massagista.
§ 2º A substituição de dirigentes pode ser realizada, desde que apresentado documento de
identidade com foto até as 19:00 da quinta-feira anterior a rodada em questão, junto a
secretaria Liga Desportiva Da Região do Rio Tijucas.
§ 3º O atleta poderá inscrever-se exclusivamente por uma equipe.
Art. 5º É condição para a participação do atleta no campeonato:
I - Não estar cumprindo nenhum tipo de sansão disciplinar perante nenhuma das Fundações
ou Comissões municipais de esportes participantes do evento.
III - Ter ano de nascimento 2002 ou anterior e estar devidamente inscrito e regular no
campeonato municipal de sua cidade no ano corrente.
§ 1º No caso de dupla inscrição em campeonatos distintos o critério único e obrigatório de vínculo
será o domicilio eleitoral. Cabendo o bom senso das equipes para o bom andamento da
competição
§ 2º A inscrição e a participação de atletas menores de 18 anos será de inteira responsabilidade dos
dirigentes das equipes que os inscreverem, sem prejuízo da autorização dos pais ou responsáveis.
 Art 6º. As condições dos atletas para participação da competição (art. 5º) poderão ser
questionadas por qualquer das equipes a qualquer tempo através de simples petição assinada pelo
presidente do clube, acompanhado de documentação que comprove a irregularidade, entregue
junto a Liga.
    
CONGRESSO TÉCNICO
 
Art. 7º O congresso técnico, reunião em que serão definidos critérios e datas da competição, além
de instruções gerais relativas à competição, será realizado em 08 de Agosto de 2018, às 20:00
horas, na sede da Fundação Municipal de Esportes de Tijucas, com a presença dos representantes
das equipes, cujo presidente da Liga incumbe à direção dos trabalhos.
Parágrafo único. As deliberações serão tomadas por maioria simples, computado um voto por
equipe e ao Presidente da Liga o voto de desempate.
    
SISTEMA DE DISPUTA E CLASSIFICAÇÃO
   
Art. 8º  A fórmula de disputa do campeonato será realizada em duas etapas, sendo a primeira
classificatória, no sistema robin round (todos contra todos) em turno único, por pontos corridos, e
a segunda eliminatória, iniciando com semifinais, uma entre a primeira e a quarta colocada e
outra entre a segunda e a terceira, em dois jogos, com a vantagem do empate, na soma dos
resultados, para a primeira e segunda colocadas na primeira fase, que neste caso se
classificam para a final; esta será disputada em dois jogos e, sendo o segundo jogo nos
domínios da equipe melhor classificada da primeira fase, em caso de empate na soma dos
resultados haverá disputa de pênaltis para se conhecer o campeão.
 § 1º A classificação na primeira etapa será considerado o número de pontos obtidos pelas equipes,
sendo três para vitória, um para empate e nenhum para derrota, adotando-se os seguintes critérios
de desempate, nesta ordem: maior número de vitórias; maior saldo de gols; maior número de gols
pró; confronto direto (aplicável somente entre duas equipes empatadas nesta etapa); menor
número de cartões vermelhos; menor número de cartões amarelos; sorteio.
 § 3º A equipe campeão tem vaga assegurada para o Campeonato da L.D.R.R.T. de 2019.
    PREMIAÇÃO
 
Art. 9º A premiação do campeonato será:
I– Troféu para as duas equipes mais bem colocadas.
II – Medalhas para os atletas das equipes Campeão e vice.
III – Troféu ou medalha para o artilheiro da competição.
IV– Troféu ou medalha para a defesa menos vazada.
 
   PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES, ATLETAS E DIRIGENTES.
    
Art. 10º Para participar dos jogos, assim considerado o ingresso em campo ou no banco de
reservas, o atleta ou dirigente deve estar regularmente inscrito, não estar impedido por decisão em
processo disciplinar ou suspensão automática e apresentar ao mesário até 10 minutos antes da
hora marcada para início da partida nominada assinada pelos atletas e dirigentes, mais
documento oficial de identificação com foto, recebendo-o de volta ao fim do jogo.
 Parágrafo único. O pagamento da taxa de arbitragem deverá ser feita antes do inicio da
partida, no valor de (1.100.00), Um mil e cem reais, em espécie. Caso não o faça o jogo pode
não ser realizado e a equipe mandatária eliminada da competição.
Para participar da competição as equipes deverão ter Estatuto registrado em cartório.
    
DISPOSIÇÕES TÉCNICAS E DISCIPLINARES
    
Art. 11º O campeonato será regido pelas regras da modalidade no âmbito internacional (FIFA) e
nacional (CBF), observadas as disposições deste regulamento, e especialmente:
I – É vedado o uso de chuteira com travas de alumínio.
II – Em caso de interrupção da partida aplicam-se as disposições dos artigos 16 a 18 do Código
Desportivo da Federação Catarinense de Futebol, com as necessárias adaptações (conforme
anexo).
III – Os atletas não podem permanecer em campo ou no banco de reservas sem uniforme, e os
dirigentes, se não tiverem uniforme próprio, deverão vestir bermuda, calça ou agasalho esportivo,
camiseta ou camisa e calçado fechado.
IV – Para caracterização do WO, os 15 minutos de tolerância iniciam a partir da hora regulamentar
de jogo, em caso de atraso de jogos anteriores o jogo subseqüente terá como horário regulamentar
15 minutos após o término da partida anterior.  A aplicação de W.O seguirá a critérios da Liga,
que agirá sempre zelando pelo bom andamento do campeonato.
§ 1º - Atrasos superiores a 15 minutos do tempo regulamentar constados em súmula geram uma
multa para o clube que motivou o atraso no valor de R$ 300,00 a ser quitado dentro de 72 horas. O
não pagamento da multa impede o time de participação na próxima partida, consequentemente
sendo declarado o W.O até sexta feira antes da rodada.
 
V – Em caso de WO a equipe será eliminada da competição, considerando-se como resultados das
partidas remanescentes o placar mínimo (1x0) em favor do adversário.
VI – Todo atleta que sofrer acidente sangrento deverá ser retirado imediatamente do jogo, não
podendo retornar até que o ferimento seja estancado, devendo mudar o uniforme, se necessário.
VII – Permanecerão no banco de reservas apenas os atletas suplentes em número máximo de
quatorze e mais Quatro dirigentes, todos devidamente identificados à mesa, sendo proibido a
todos os integrantes do banco de reservas consumirem bebidas alcoólicas ou fumar cigarros
durante as partidas, sendo aplicado pena de expulsão ao atleta, além de suspensão automática da
partida seguinte.
 VIII – As equipes podem promover até cinco substituições.
 
Art. 12º A cada cartão vermelho ou a cada três cartões amarelos recebidos o atleta será punido
automaticamente com a suspensão no jogo seguinte.
§ 1º O controle de cartões recebidos, independentemente de comunicação oficial, é de
responsabilidade exclusiva das equipes disputantes da competição, que responderão pela escalação
de jogadores suspensos, considerados irregulares, e cuja situação poderá ser verificada a qualquer
tempo pela Liga, que poderá promover revisões periódicas nas súmulas.
§ 2º As suspensões automáticas não dependem nem prejudicam penalidades disciplinares, e a
aplicação do cartão vermelho na mesma partida não afeta a contagem de cartões amarelos em
andamento.
 
Art. 13º Em caso de escalação de atleta em situação irregular ou de infração que implique perda de
pontos a equipe perderá os pontos eventualmente conquistados no jogo em questão mais três
pontos da classificação geral por partida que o atleta tenha participado sem prejuízo de outras
sanções disciplinares e das suspensões automáticas.
 
Art. 14º Não serão permitidas bandas, fanfarras, instrumentos musicais ou objetos de percussão ou
som estridente que atrapalhem o andamento da competição, a critério do árbitro.
 
Art. 15º As equipes deverão apresentar-se em campo uniformizadas e numeradas, conforme
as respectivas cores ou brasão, exceto goleiro, devendo o capitão portar braçadeira, sendo
que em caso de semelhança de uniforme, a critério do árbitro, terá preferência à equipe que
tiver o mando de campo ou estiver à esquerda na súmula, cabendo a outra a mudança.
§ 1º No caso do árbitro da partida considerar uma equipe sem condições, deverá impedi-la de
participar da competição dando-lhe o prazo de 20 minutos de tolerância para as devidas
providências, findo o qual ficará caracterizada a ausência (WO).
§ 2o A decisão do árbitro da partida, devidamente fundamentada, será encaminhada
imediatamente à Comissão Disciplinar, para os devidos efeitos.
 
Art. 16º As equipes não poderão utilizar uniformes que contenham qualquer tipo de propaganda de
bebida alcoólica, cigarro, política partidária, a critério da Liga.
 
Art. 17º Todo e qualquer dano causado por atleta ou torcedor nas instalações do campeonato será
de inteira responsabilidade da equipe ao qual estiver vinculado.
  Art. 18º Este regulamento e todos os atos oficiais relativos ao campeonato serão válidos a partir
da publicação no site da Liga www.ligatijucas.com.br 
 
     
DA APLICAÇÃO E PUNIÇÃO POR CARTÕES
 
Art. 19º As punições por cartões amarelos e vermelhos serão as seguintes:
I.Três (três) cartões amarelos = suspensão automática de um jogo.
II.1 (um) cartão vermelho = suspensão automática de um jogo.
§ 1º Caso o atleta ou comissão técnica seja expulso por agressão física será automaticamente
Eliminado do Campeonato da Liga em curso mais o próximo.
§ 2º Caso o atleta receber cartão vermelho por decorrências normais do jogo poderá receber mais
de um jogo de suspensão caso o relatório do árbitro o acuse de outros atos indisciplinarem.
§ 3º O cartão amarelo e/ou vermelho será sempre aplicado à pessoa física, independentemente da
função exercida na oportunidade.
§ 4º Os cartão não serão zerados ao final de cada fase.
 
DISPOSIÇÕES FINAIS
 
Art. 20º Os campeões e vice de cada município estão automaticamente classificados para a liga no
ano em curso assim como o atual campeão da liga.
 Art. 21º As decisões da Comissão Disciplinar relativa ao campeonato geram efeito em toda e
qualquer competição promovida, patrocinada ou supervisionada pela Liga.
 Art. 22º As penas impostas pela Comissão Disciplinar iniciam sempre após o atleta estar apto a
jogo perante a Liga. Ou seja, caso o atleta tenha alguma punição automática referente a cartões a
pena se iniciará após ele cumprir a suspensão automática.
 Art. 23º Este regulamento e as questões disciplinares serão apreciados e julgados pela Comissão
Disciplinar que deverá usar como base para suas decisões e julgamentos o Código de Justiça
Desportiva do Estado de Santa Catarina – 2013.
Parágrafo único – Este regulamento determina que as penas aplicadas pela comissão disciplinar
sejam sempre em dias, inclusive para atletas e dirigentes que serão julgados sempre como
qualquer outra pessoa natural submetida ao Código de Justiça Desportiva do Estado de Santa
Catarina - 2013.
 Art. 24º Fica vedado recurso a qualquer outro órgão, quer seja da Justiça Desportiva ou da Justiça
Comum.
§ 1º - A equipe que apresentar recurso a qualquer outro órgão como Justiça Desportiva ou Justiça
Comum será automaticamente excluída da competição.
§ 2º - A equipe será sempre responsável pelos atos de seus atletas e caso um atleta venha a
apresentar recurso a qualquer outro órgão como Justiça Desportiva ou Justiça Comum, o atleta e a
equipe em que ele está inscrito serão automaticamente excluídos da competição.
§ 3º O atleta que individualmente apresentar recurso a qualquer outro órgão como Justiça
Desportiva ou Justiça Comum será julgado com base no Art. 202 do Código de Justiça Desportiva
de Santa Catarina.
 
 Art. 25º – Os protestos (entenda-se qualquer tipo de encaminhamento jurídico a CD deste evento)
relacionados aos confrontos (Jogos) deverão ser encaminhados até as 19h00min do 1º dia útil
seguinte ao último jogo de cada fase.
       
§ 1º – Para instauração de processo a equipe deverá pagar a taxa de R$ 900,00 (processo junto a
comissão disciplinar) e R$ 1.500,00 (Recurso junto ao órgão de segunda instância da comissão
disciplinar) que será retirada junto a Liga e apresentar comprovante de quitação junto do pedido.
   
§ 2º – Os prazos para protestos são definidos por fases. Apenas equipes e/ou atletas pertencentes
às fases terão direito a encaminhar protestos. 
   § 3º Fica estabelecido o prazo de até as 19h00min horas do 1º dia útil após o encerramento da
partida para a instauração de processos disciplinares ou recursos perante a Comissão Disciplinar,
contado do horário previsto para o início da partida em questão ou da intimação da decisão, sendo
que em caso de terminar após as 19 horas. Prorroga-se automaticamente para as 14 horas do dia
útil seguinte, data final improrrogável.
   § 4º Não se aplica o prazo do parágrafo anterior no caso de irregularidades havidas fora de uma
partida, ou compreendendo mais de uma, ou fato prolongado no tempo ou que represente nulidade
insanável, caso em que a equipe tem o prazo de Três dias contados do fato ou do momento em que
qualquer de seus atletas ou dirigentes tiver dele tomado conhecimento.
   § 5º É de responsabilidade de cada equipe aferir todos os resultados, inerentes ou não a sua
classificação, mesmo antes de qualquer comunicação oficial.
   Art. 26º - Os casos omissos ficam sob responsabilidade da comissão disciplinar e/ou
procuradoria da Liga.
   Art. 29º As decisões da Comissão Disciplinar são passíveis de um único recurso dirigidos a
órgão de segunda instância ou em caso de inexistência dirigidos a ela mesma.
    Art. 30º Este regulamento entra em vigor na data de sua publicação.
                             São João Batista, 05 de Setembro de 2018.
              
Equipes:
 1.       ...................................................
2.       ......................................................
3.       .........................................................
4.       .........................................................
5.        .........................................................
6. .............................................................
7...................................................................
          
_______________________
Sérgio Roberto Machado
         Presidente

Comentários

Deixe seu comentário

(Não será publicado)

Mais notícias
FUBE

Contato

Liga Desportiva
da Região do Rio Tijucas

Fone: (48) 9692-5753
Email: contato@ligatijucas.com.br